Saiba como ter presença virtual no mercado digital da advocacia

Vamos, acorde, que a hora está passando! Aquele advogado que ainda não percebeu a importância de ter presença cativa e destacada no mundo digital, está perdendo o bonde da história. Assim como foi importante ter uma caneta tinteiro Parker 51 e um escritório bem localizado, há meio século, hoje em dia o profissional que não participar do mercado digital da advocacia está fora do mundo.

Esta sua presença no mundo digital, hoje, na verdade equivale – com sobras – aquele seu escritório numa avenida principal da cidade. A um custo bem mais reduzido. Isso ocorre porque as pessoas já não passeiam tão tranquilamente pelas ruas a ponto de descobrirem sua placa de advogado, ao mesmo tempo em que mudaram também outros hábitos.

Seu cliente está hoje nas redes sociais

Entre estes, está a substituição do trottoir ou caminhadas pelas calçadas pela imersão nas redes sociais, um fenômeno que nestes dias atinge a quase todas as pessoas, de qualquer idade. Ora, a conclusão é bastante simples: se não há mais aquele vai e vem em frente à sua reluzente placa de advogado na rua principal, você tem que ir para onde o seu cliente – ou futuro cliente – também vai.

Mercado tem empresas especializadas

Quando você ouve falar do mundo digital e não está muito afeito ao tema, a primeira dúvida que lhe assalta à cabeça é: como faço para participar dessa geringonça? Na verdade, para os novatos no tema, parece mesmo uma geringonça de meia dúzia de cabeças. E saiba que, na prática, é mesmo. Mas, se você começar buscando a ajuda de seus filhos, netos ou sobrinhos, vai logo descobrir que cada uma dessas cabeças pode ser facilmente domada.

Ou pode, claro, buscar a ajuda dos universitários – ou seja, de profissionais especializados no mercado, que não são assim tão caros como a princípio é possível imaginar. Existem pequenas empresas especializadas nessa rotina profissional ao advogado, normalmente formadas por jovens universitários e que lhe ajudarão no debute ao mundo cibernético.

Como falamos em redes sociais no início, esta é a primeira tarefa que um bom advogado deve cumprir para ingressar no mercado digital da advocacia. No Brasil, a principal rede social é o Facebook, diariamente visitado por milhões de pessoas. Mas, também existem o Twitter, Instagram e LinkedIn, só para citar as de maior acesso. E aí você vai se perguntar: mas, preciso estar presente em todas essas redes?

Quer saber mais sobre Marketing de conteúdo para escritórios de advocacia? Clique aqui

Participe das principais redes sociais

Sim, precisa sim. Em primeiro lugar, porque cada uma delas tem um perfil de participante e, depois, porque a maioria das pessoas não participa de todas essas redes. Então, como você é um profissional que deseja – e precisa – chegar ao maior público possível, sua presença em todas as redes sociais é fundamental.

Procure um profissional para auxiliá-lo

O LinkedIn, por exemplo, é constituído basicamente por profissionais de boa e alta especialização, além de empresários e pessoas de um bom poder aquisitivo que, com certeza, você vai querer como cliente. Já o Facebook é mais genérico e, entre seus participantes no dia a dia, há muita dona de casa que, talvez, nunca venha a ser seu cliente. Mas, disseminar sua presença na sociedade é fundamental para quem deseja, mesmo, participar o mercado digital da advocacia.

Você precisa ‘aparecer’ para as pessoas, lembre-se. Mas, de forma inteligente e organizada. Não pense que basta estar presente no Face ou Instagram todos os dias ou dar pitacos no Twitter e isso será solução às suas necessidades profissionais. É preciso trabalhar profissionalmente. Por isso, o ideal é buscar ajuda profissional, que, como já dito, não sai o olho da cara.

Esteja presente para trocar informações

É possível iniciar com sua entrada em cada uma das redes e, a partir daí, ter participação em debates – sobre temas relevantes – que sempre ocorrem nessas redes. Diga alguma coisa, dê sua opinião, faça o possível para ser notado. Seus futuros clientes vão perceber sua presença. No momento seguinte, o bom seria montar um blog ou, mesmo, um site, em que você pode mostrar melhor o seu trabalho.

Mas, um site daquele tipo estático, em que apenas consta seu nome, especialização, endereço e telefone, pode mostrar-se contraproducente. Em vez de ajudar, pode mesmo é estragar sua reputação. As pessoas, hoje, estão acostumadas à interação e à troca de informações via internet. Você ali, parado e estático, vai parecer um ultrapassado e desconectado da realidade.

Lembre-se, o mundo está conectado

E estará mesmo. É preciso descobrir os temas relevantes do momento e opinar sobre eles. E ser responsivo, ou seja, um site em que você possa receber interpelação de pessoas que você nem conhece e possa dar a resposta. Mesmo que não seja no mesmo instante, responda mais tarde, no final do dia ou assim que suas tarefas permitirem. Mas, responda sempre. Não deixe ninguém sem resposta. Estes serão seus melhores clientes no futuro.

Advogado que assume a posição defensiva e prefere ‘esconder-se’ dos clientes, não respondendo a questões indagadas, está fadado ao fracasso. Ou, no mínimo, a permanecer parado onde está. O mundo atual é conectado e, para fazer parte do mercado digital da advocacia, você precisa estar mais que conectado – precisa estar atento aos reclames do momento.

Escreva artigos, isso sim faz bem

Procure definir o perfil principal das pessoas que o procuram nas redes e preste informações ou participe de debates conforme esse perfil. Não adianta falar de forma coloquial, por exemplo, a um trabalhador, que pouco entenderá suas argumentações. Adeque-se a cada perfil.

E comece a escrever artigos, exatamente sobre os principais temas relevantes do momento. Faça as pessoas perceberem que você conhece e tem opinião sobre qualquer assunto.

Tenha participação com credibilidade

Além daquelas redes sociais citadas, inscreva seu escritório no Google Meu Negócio. Isso vai melhorar sua posição quando alguém buscar por um advogado através do Google. Você precisa ser interativo e, neste sentido, contribua com o debate do momento oferecendo informações sobre o assunto.

Com esta participação, seu ingresso no mercado digital da advocacia será um sucesso, porque seu futuro cliente vai perceber que você está ali mesmo para ajudar. A conquista do cliente começa assim, com credibilidade.

Comente aqui o que achou desse artigo e comece o seu engajamento no mundo virtual!

Escrito por sisea

Separamos esses artigos para você...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *