Marketing jurídico: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

por Sisea Sistemas

Sim, é mais um artigo sobre marketing. O marketing é algo muito importante em qualquer área de atuação e por isso é um tema que gostamos de abordar — seja você proprietário de uma loja ou restaurante, seja médico ou dentista, seja professor de aulas particulares, técnico em manutenção de máquinas e também um advogado, uma boa estratégia de marketing é uma ferramenta valiosa para impulsionar seu negócio.

No caso da advocacia, não há motivo para que as coisas funcionassem de maneira diversa. Para tornar seu negócio mais conhecido, captar e fidelizar clientes, investir em marketing jurídico é essencial. Mas você sabe como criar uma boa estratégia de marketing jurídico? Acompanhe nosso post de hoje e saiba mais sobre o assunto!

Marketing jurídico é muito caro?

A questão do preço está muito relacionada a uma análise mais profunda sobre o assunto e, em primeiro lugar, é preciso considerar o custo-benefício do investimento em publicidade. Não se esqueça: quando se trata de um investimento, é porque se espera um retorno.

Se o profissional investe muito capital em marketing jurídico e consegue resultados positivos, é lógico que compensa. É claro que nunca vai existir uma certeza sobre como e quando se dará o retorno, mas é possível fazer uma estimativa. Além disso, como diz o provérbio: “se você não jogar na loteria, nunca vai ganhar”. Para avaliar os resultados da propaganda, o advogado tem que investir nela.

Outra dica é que não é preciso aplicar, inicialmente, muito dinheiro — sobretudo no caso dos advogados em começo de carreira. O investimento inicial pode ser relativamente baixo e, à medida que for melhorando, vá investindo mais.

Geralmente, as empresas que investem em marketing costumam definir uma verba dentro de seu faturamento para o setor, o que significa que é possível fazer um investimento sem onerar o caixa.

Aproveitamento dos recursos digitais

Também existem formas de investir em marketing jurídico que não demandam gastos expressivos e em determinadas situações até gasto nenhum, e as redes sociais são a prova disso. Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin, Google e muitas outras redes são excelentes canais de divulgação, com grande potencial para atingir uma quantidade considerável de pessoas.

É possível usar as redes gratuitamente ou, por custos relativamente baixos, é possível impulsionar suas publicações e obter maior número de visualizações.

Marketing e conteúdo

Não importa em quais redes sociais atue, em quais blogs ou sites, ou se prefere o e-mail marketing, uma coisa é certa: o advogado precisa produzir bons conteúdos para atrair leitores, aumentando o tráfego e chamando a atenção para seus serviços.

Produzir conteúdo é mais que anunciar os serviços que presta e o valor deles – é preciso criar laços mais fortes com seu público, desenvolver temas paralelos, esmiuçar a forma como realiza seus serviços, mostrar que entende de certos assuntos e pode, de fato, ajudar as pessoas que precisam de suporte na área jurídica.

Publique artigos jurídicos, abordando fatos atuais e relevantes, fornecendo às pessoas fontes de pesquisa sobre seus conhecimentos e atividades, mostrando-se sempre disponível para receber mensagens e tirar dúvidas de seus leitores.

Invista em mídias diferentes

Apesar do incontestável sucesso das mídias digitais, não abra mão das mídias tradicionais, como jornal impresso, rádio e televisão. Os custos com elas são mais elevados, mas podem garantir bons retornos também. Encontre oportunidades para dar entrevistas e destacar sua imagem profissional. Para quem dispõem de uma verba um pouco maior, procure uma assessoria de imprensa, este profissional poderá transformar a sua opinião em notícia, onde você não precisa pagar aos veículos de comunicação e que trazem muito mais credibilidade do que um anúncio convencional.

Defina áreas e clientes

Talvez, no começo, seja bom definir uma área e tipos determinados de clientes. Assim, trabalhe visando essa região e esse público. Como advogado, você pretende especializar-se em qual segmento da advocacia: criminal, trabalhista, previdenciária? Trabalhando com foco, será menos complicado organizar estratégias de marketing e atingir o público que deseja.

E você, já investe em marketing em seu escritório de advocacia? Certamente, o marketing bem estruturado poderá impulsionar seu negócio! Aproveita para conferir também o nosso por com as melhores estratégias de marketing jurídico!

Share this post